domingo, janeiro 19, 2014

malmequeres

eu só queria que viesses buscar-me
e me levasses ao cimo do monte
até que passasse este inverno
este silêncio de vaguear por mim
à procura do que falta

se tu viesses buscar-me
havíamos de colher malmequeres
e cantaríamos glórias ao Ser...

...trocámos duas flores amarelas
e seguimos lado a lado
com um certo calor no corpo
e frio no rosto
da tarde

trocámos flores amarelas
e um certo calor de mãos
domingo
na praça

8 comentários:

Elvira disse...

Quando é que voltarão os malmequeres...?

lena disse...

quando já quase nos esquecemos deles, acho...
;)***

damadespadas disse...

Malmequeres...flores silvestres:livres e selvagens como todo o amor deve ser. :)
*

lena disse...

;)*

PMarques disse...

olá. voltei às lides dos blogues. tive afastado. confesso que estava com saudades dos teus gatos e das tuas palavras. :-)

gato_escaldado disse...

gostei do poema. cativante no seu lirismo doce e terno. beijos

sapacocas disse...

Continua a ser muito agradável passar por estes degraus! Gosto dos teus gatos e dos teus pensamentos vestidos de letras do abecedário.

lena disse...

pensamentos vestidos de letras!
;)**


tenho andado a revisitar os meus poemas...