terça-feira, junho 21, 2005

ao solstício de verão

Pelo amor de Deus
Não vê que isso é pecado, desprezar quem lhe quer bem
Não vê que
Deus até fica zangadovendo alguém
Abandonado pelo amor de Deus

Ao Nosso Senhor
Pergunte se Ele produziu nas trevas o esplendor
Se tudo foi criado - o macho, a fêmea, o bicho, a flor
Criado pra adorar o Criador

E se o Criador
Inventou a criatura por favor
Se do barro fez alguém com tanto amor
Para amar Nosso Senhor

Não, Nosso Senhor
Não há de ter lançado em movimento terra e céu
Estrelas percorrendo o firmamento em carrossel
Pra circular em torno ao Criador

Ou será que o deus
Que criou nosso desejo é tão cruel
Mostra os vales onde jorra o leite e o mel
E esses vales são de Deus
Pelo amor de Deus
Não vê que isso é pecado, desprezar quem lhe quer bem
Não vê que Deus até fica zangado vendo alguém
Abandonado pelo amor de Deus

14 comentários:

joão disse...

VALSA DOS CLOWNS

Em toda canção
O palhaço é um charlatão
Esparrama tanta gargalhada
Da boca pra fora
Dizem que seu coração pintado
Toda tarde de domingo chora

Abra o coração
Do palhaço da canção
Eis que salta outro farrapo humano
E morre na coxia
Dentro do seu coração de pano
Um palhaço alegre se anuncia

A nova atração
Tem um jovem coração
Que apertado por estreito laço
Amanhece partido
Dentro dele sai mais um palhaço
Que é um palhaço com um olhar caído

E esse charlatão
Vai cantar sua canção
Que comove toda a arquibancada
Com tanta agonia
Dentro dele um coração folgado
Cantarola uma outra melodia

Em toda canção
O palhaço é um charlatão
E esse charlatão
Vai cantar uma canção



Chico Buarque/Edu Lobo
(Circo Místico)

lena disse...

:)

Pedro F. Ferreira disse...

Excelente post. Boas recordações... :)

lena disse...

:)

Crew Koos disse...

Wonderful !!

lena disse...

:)

Bastet disse...

Solstício de Verão... :) tempo de ronronar ao sol!

lena disse...

ou à sombra ;)

joão disse...

Era para ter colocado a letra da Beatriz, uma pérola na grande obra que é o Circo Místico, mas depois ..., e colei a Valsa dos Clowns. Só que a letra é tão linda que não consigo deixar de a colar agora, nem que seja ... para 'memória futura'...

Olha
Será que ela é moça
Será que ela é triste
Será que é o contrário
Será que é pintura
O rosto da atriz
Se ela mora no sétimo céu
Se ela acredita que é outro país
E se ela só decora o seu papel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Olha
Será que ela é louça
Será que é de éter
Será que é loucura
Será que é cenário
A casa da atriz
Se ela mora num arranha-céu
E se as paredes são feitas de giz
E se ela chora num quarto de hotel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Sim, me leva pra sempre, Beatriz
Me ensina a não andar com os pés no chão
Para sempre é sempre por um triz
Aí, diz quantos desastres tem na minha mão
Diz se é perigoso a gente ser feliz

Olha
Será que é uma estrela
Será que é mentira
Será que é comédia
Será que é divina
A vida da atriz
Se ela um dia despencar do céu
E se os pagantes exigirem bis
E se o arcanjo passar o chapéu


(Chico Buarque / Edu Lobo)

joão disse...

...falar das letras do Circo Místico sem nenhuma alusão à letra da Beatriz acho que não seria justo ...

joão disse...

... e sem também poder esquecer aquela frase da 'bailarina' que fica ecoando na memória, qual sino d'aldeia em lembranças d'infância, "todo o mundo tem ... só a bailarina é que não tem (!)..."

lena disse...

e que a adriana gravou neeste último álbum
:))

joão disse...

ée, tb. já ouvi. foi gravado em homenagem à mãe (da adriana calcanhoto) que tb. foi bailarina.
se as músicas do circo místico só por si já são o que são o bailado ao vivo então foi algo que enquanto existir acho que não vou esquecer. É uma pena que não tenha sido gravado em video ou dvd (no Brasil não sei se terá sido gravado ...)
fui ver o espectáculo 2 vezes (a convite do Carlos Trincheiras, o coreógrafo Português(!)- não são só os brasileiros que enviam pra cá novelas e treinadores ) e da 2ª vez até fiquei de pé, junto de alguns fotógrafos, bem pertinho do palco, para não perder pitada ... foi mesmo um espectáculo digno de passar nas televisões em noite de passagem d'ano por exemplo ...

lena disse...

na 2:

;)