domingo, junho 19, 2005

Parabéns, poema



Depois de te perder
Te encontro, com certeza
Talvez num tempo
da delicadeza
Onde não diremos nada
Nada aconteceu
Apenas seguirei,
como encantado
Ao lado teu...

9 comentários:

lena disse...

beleza pura! *:)

lobices disse...

...ahh ganda Chico!...

PortoCroft disse...

Barra, Rio de Janeiro, Dezembro de 1978, à noite. Um cachorro quente, uma Antártica (ou seria Brahma?), uma morena quente, a praia e no rádio do carro, João e Maria. E era eu o herói e ela a heroína. Inesquecível.;)

A minha filhota, afinal, nasceu no mesmo dia que o Chico. Se vier a ter metade do talento dele...

Parabéns Chico. E parabéns Laura, por no-lo recordares.;)

belí disse...

sempre que o amor me quiser...sonhei com ele ao som desta tua canção.

Bastet disse...

:) beleza pura mesmo !!!

lena disse...

!!!;D*



e eu conheci-o em lisboa, em janeiro de 84
=:)

joão disse...

dos poemas do Chico tudo quando se diga é sempre pouco ...
mas a rosa flor ali ao lado tá linda, parece um poema sem palavras ...

(O espectáculo dos espectáculos, o mais impressionante que me lembro de alguma ter visto (2 vezes), foi o Circo Místico pelo Balé Teatro Guaíra:

"Não não sei se é um truque banal
Se um invisível cordão
Sustenta a vida real

Cordas de uma orquestra
Sombras de um artista
Palcos de um planeta
E as dançarinas no grande final

Chove tanta flor
Que, sem refletir
Um ardoroso espectador
Vira colibri")

(não resisti a colar este bocadinho da letra ) :)

joão disse...

musicado por Chico Buarque e Edu Lobo ...

lena disse...

todos os poemas são do chico e todas as músicas do edu :)

"sobre todas as coisas", um diamante nesse "grande circo místico"

"pelo amor de Deus
não vê que isso é pecado
desprezar quem lhe quer bem
não vê que Deus até fica zangado
vendo alguém abandonado
pelo amor de Deus"

merece um post!
;)*