segunda-feira, novembro 15, 2004

até sempre

um dia
o azul de espuma
na pele

rebuscar de origens
até ti
até ao fogo
até sempre

2 comentários:

Madalena Pestana disse...

quando há mistura de almas
vem a paz.

chOURIÇO disse...

Fogo azul?

Hum?