quarta-feira, novembro 17, 2004

menino perdido

por onde andas tu, menino perdido
por onde andas tu e a tua sombra
a que horas me cruzei contigo na vida?
a que horas te encontras aonde?
demoras tanto tempo a vir
menino pedaço de abismo...
quem terá a sorte do teu calor
quem terá a sorte da tua boca
eu sei lá o que te importa!

sabes que te quero, eu sei que sabes
e mesmo que não venhas nunca mais
não fecho a porta

7 comentários:

chOURIÇO disse...

Tanta disponibilidade...

Mas ao mesmo tempo,

e mesmo que não venhas nunca mais
não fecho a porta
parece-me que anda a puxar um bocado para o negativo.

Interpretações, enfim...

chOURIÇO disse...

Mais uma vez o blogger apunhala-me pelas costas...

:P

Madalena Pestana disse...

Só se deixa a porta aberta se se espera alguém quevem por bem, não é? :)

Anónimo disse...

O "menino perdido" agradece.

Aluno10388
Blog: "O Escândalo da Casa Pia" (voluntáriamente extinto)

lena disse...

olá! :)


por bem, sim, mocha
;)*

Carlos disse...

Escreveste:
"se tu viesses buscar-me
havíamos de colher malmequeres
e cantaríamos glórias ao Ser".

Um dia irei buscar-te ao cimo do monte.

O Anjo
http://www.alternativa2000.org/escandalo/casapia.html
P.S. Que pena teres tirado o teu ultimo "comment". Ainda cheguei a lê-lo.

ruiluis disse...

é bom teres sempre a porta aberta, assim, ele irá entrar de certeza um dia...gostei imenso !